Bruno Gonzalez 2014

No dia 20 e 21 de setembro de 2014 participamos de um seminário muito bacana em balneário Camboriú/SC, organizado pelo Sensei Mario Tetto. Tendo como Sensei ministraste um francês chamado Bruno Gonzalez, 4º Dan Aikikai. Muita coisa chamou a atenção no evento, por exemplo o posicionamento do uke na técnica tentando ficar alerta e não se entregar deixando de ser uma vítima mas algo muito mais real na técnica. Essa atitude cria uma conexão entre nague e uke, onde ambos se respespeitam, não subestimando o conhecimento do uke e ficando em uma posição de igualdade e com condições técnicas para inverter ou neutralizar a situação.

Uma abordagem muito interessante pois o objetivo seria algo relacionado a conexão entre os dois, sendo que as técnicas seriam realizadas por intenção e não pela mecânica de uma chave específica, mas ao mesmo tempo deixou claro que a mecânica é fundamental para o aprendizado, contudo tende-se a abandonar essa prática com a evolução do estudo. Outro ponto positivo que percebi desse “jogo” é a forma de adaptação que possibilita nossa prática diária, onde pode-se treinar com vários estilos diferentes mantendo uma coerência e respeito. Enfim, esperava muito desse seminário principalmente na parte de ukemi e minha expectativa foi alcançada nesse quesito, agora é estudar.


Quanto ao Sensei Bruno, demonstrou-se uma pessoa extremamente bacana, cordial e atencioso, pelo menos comigo demonstrou isso, várias e várias vezes estava atendo e me ajudando a corrigir meu ukemi. Chegou a finalizar um treino e nem saiu do tatame porque viu que estávamos estudando uma das técnicas, e nos deu uma atenção extra, com a ajuda do amigo Thiago Rocha na tradução ficou ainda mas fácil de entendê-lo, quando vimos muitos colegas sentados ao redor interessados na explicação da referida técnica, pra mim mostrou humildade e muito solicito. Mas isso não foi apenas do Sensei Bruno, essa atenção aconteceu também dos Senseis Mario Tetto, Luiz Collallilo, Felipe Dorê e Marcelo do Nascimento que tive oportunidade de treinar com eles onde estão mais avançados nesse estudo, obrigado pela ajuda, dicas e correções de postura.

Deixe uma resposta